3 de março de 2021 16h22 - Atualizado em 3/03/2021 16h22

Sommelier dá dicas de vinhos de diferentes países

O Pátio Gourmet conta com um mix de vinhos de diversos países

Para quem é apaixonado pelo universo dos vinhos, um dos grandes prazeres é poder conhecer diferentes rótulos e experimentar novos sabores. Para ajudar os que desejam viver essa experiência e explorar esse mundo delicioso sem precisar viajar para outros países, o sommelier do Pátio Gourmet, Rodrigo Pimenta, lista algumas dicas de vinhos.

O Pátio Gourmet conta com um mix de vinhos de diversos países. “É possível fazer uma viagem sem sair de casa, experimentando os vários sabores da bebida”, destacou. Para auxiliar na escolha, o supermercado ainda conta com um especialista para orientar qual a melhor escolha, conforme a ocasião.

Para acompanhar um bom churrasco a primeira recomendação do sommelier vem do Uruguai. Aclamado pela crítica, o vinho Amat Tannat possui notas de frutos negros maduros, como amora e ameixa, acompanhado de um floral encantador e notas bem marcadas de madeira. Com taninos firmes e uma excelente acidez este vinho fica ótimo acompanhado de um bom churrasco.

Ainda na América do Sul, Rodrigo sugere que os amantes de vinhos conheçam os rótulos produzidos pelos argentinos. A principal uva do país é a francesa Malbec. Com ela é feito o vinho Perro Callejero – Blend de Malbecs, uma bebida equilibrada, com nuances de sabores de uvas plantadas em diferentes regiões, notas de amora e violeta. “É uma bebida que traz uma maciez na boca por conta de seus taninos sedosos. Esse é um vinho clássico e que harmoniza com uma boa parrilla”, disse.

Para acompanhar um cordeiro assado a dica é o vinho chileno Perez Cruz Limited Edition Carbenet Sauvignon, que é uma bebida encorpado e envolvente, com taninos marcantes e notas agradáveis de frutas vermelhas e pimenta preta.

Os Estados Unidos são um dos poucos países que produzem vinho em todos os estados. A Califórnia é famosa por sua enorme produção da bebida. Lá, o carro chefe é a uva Zinfandel, presente em quase todas as vinícolas. Esta uva já fez parte de uma discussão entre EUA e Itália, que brigaram pela certidão de origem da fruta.

O Ménage à Trois – Red Blend é outro bom exemplo da tipicidade americana para produção de vinhos de excelência. Macio e redondo, este vinho é aromático e cremoso, bem versátil para a gastronomia, podendo harmonizar  muito bem com pizza.

De Portugal, Rodrigo Pimenta sugere o Croft Tawny 10 anos, um dos melhores vinhos do Porto. É uma bebida robusta e potente, por seu estilo de produção, que leva adição de água ardente vínica (espécie de destilado de vinho). Sua doçura e cremosidade combinam perfeitamente com sobremesas à base de frutos secos. Além disso, suas notas de nozes e mel também harmonizam com confit de pato e legumes assados.

Outra sugestão de Portugal é o Meio Queijo, um vinho encantador, com um toque bem sutil de barrica, notas de frutas vermelhas e a aparição de notas da esteva, uma flor local que lembra muito a violeta. Este vinho vai bem com leitão.

Rodrigo também recomenda o vinho espanhol Promessa Crianza, que conta com notas delicadas de barrica, frutas vermelhas e massa de tomate. Por ter taninos finos, este vinho é versátil e harmoniza bem com um cozido misto, carne assada e pizza.

A Itália produz vinhos de norte a sul do país. A que mais vem se destacando é a região da Puglia, com seu bons vinhos zinfandel. Este vinho tem como principal característica, a maciez e cremosidade, notas de especiarias doces, acompanhado de aromas de frutos negros maduros.

Da França não se pode esquecer dos champagnes, como o  Moët Chandon.  Seu corte tradicional das uvas de champagne traz um espumante cremoso com suas perlagens finas e numerosas (bolhinhas), notas de frutas cítricas e o característico aroma de broche. Outros vinhos da França são Boourgogne, o lar da Pinot Noir e o produtor Ernesto Meurgey-Perron. São bebidas frescas e aromáticas, que trazem notas de cereja e floral dividindo espaço com notas terrozas e cogumelos. Da região de Bordeaux  tem o Chateau Savariaud, com seu corte tradicional de Cabernet Franc, Merlot e Cabernet Sauvignon, com uma porcentagem mais das duas primeiras uvas este vinho de médio corpo tem uma ótima complexidade de aromas como frutos vermelhos, pimenta e mineral.

Útimas notícias