2 de julho de 2020 11h04 - Atualizado em 2/07/2020 11h04

Sepror realizará 11ª edição do ‘Peixe no Prato’ e lançará o canal Produzir Amazonas

Ações acontecerão durante a quarta edição do “Muda Manaus”, no bairro Cidade de Deus
Sepror realizará 11ª edição do ‘Peixe no Prato’ e lançará o canal Produzir Amazonas

Foto: Arquivo/Sepror
Sepror realizará 11ª edição do ‘Peixe no Prato’ e lançará o canal Produzir Amazonas Foto: Arquivo/Sepror

A Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) participará neste sábado (4) do programa “Muda Manaus”, do Governo do Amazonas, com mais uma edição do “Peixe no Prato”. A ação será realizada na área externa da Escola Estadual Wilma Vitoriano Geber, localizado na rua Marcos Cavalcante, esquina com a rua 9, bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus.

Na ocasião, também será lançado o canal Produzir Amazonas, que trará cursos livres on-line, com videoaulas de curta e longa duração, voltados para o setor agropecuário.

‘Peixe no Prato’ – A 11ª edição do programa “Peixe no Prato”, executado pela Secretaria Executiva Adjunta de Pesca e Aquicultura (Sepa), disponibilizará 2 toneladas de pescado, sendo uma tonelada oriunda da piscicultura e outra tonelada oriunda da pesca extrativa. Os peixes adquiridos são de piscicultores dos municípios de Manacapuru, Rio Preto da Eva e Careiro.

Estarão disponíveis peixes das variedades tambaqui curumim e jaraqui, que serão vendidos a preços populares. O “Peixe no Prato” terá início às 7h, com término previsto ao meio-dia, respeitando todos os protocolos de higiene e distanciamento entre pessoas para prevenção da Covid-19.

Nas dez últimas edições do programa, foram comercializados aproximadamente 11 mil peixes, beneficiando 8.600 famílias em situação de vulnerabilidade social.

Canal Produzir Amazonas – O canal terá cinco cursos livres on-line, divididos em quatro módulos cada, com videoaulas voltadas para o setor agropecuário. Todo o conteúdo programático será elaborado por técnicos disponibilizados pelo Sistema Sepror/AM, podendo ter a participação de outros atores do setor primário, e os conteúdos serão transmitidos via Youtube, Facebook e Instagram e pelo site da Secretaria.

Útimas notícias