10 de novembro de 2017 11h11 - Atualizado em 10/11/2017 11h11

Segundo navio brasileiro de apoio à pesquisa parte para a Antártica

Navio auxilia a reconstrução de uma estação destruída por um incêndio em 2012
Estação Antártida -Ana Nascimento/Arquivo Agência Brasil
Estação Antártida -Ana Nascimento/Arquivo Agência Brasil

O navio polar Almirante Maximiano parte nesta sexta-feira (10) rumo à Antártica para dar apoio a mais uma temporada de pesquisas durante o verão. A embarcação tem como principais tarefas servir como plataforma de pesquisas, levar pesquisadores a acampamentos e contribuir para o apoio logístico à base temporária brasileira na Ilha de Rei George.

O navio também está auxiliando a reconstrução da Estação Comandante Ferraz, destruída por um incêndio em fevereiro de 2012, cujas obras começaram no primeiro semestre deste ano. A previsão é de que a nova estação esteja concluída no primeiro semestre do ano que vem.

A 36ª Operação Antártica começou no dia 13 de outubro, quando zarpou do Rio de Janeiro o Navio de Apoio Oceanográfico Ary Rongel, que tem funções semelhantes às do Almirante Maximiano.

Segundo a Marinha, as atividades científicas na Antártica envolverão especialistas de diversas instituições de ensino e pesquisa do país, que desenvolverão projetos em áreas como oceanografia, biologia, geologia e meteorologia.

O navio polar Almirante Maximiano fará escalas no porto de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, Punta Arenas, no Chile, e Ushuaia, na Argentina.

Da Agência Brasil

Útimas notícias