16 de novembro de 2015 18h53 - Atualizado em 16/11/2015 18h54

“Rede Ouvir” é lançada e aproxima população e órgãos públicos

Moradores de qualquer região poderão registrar suas necessidades
Manaus, AM 16/11/2015 - Lançamento da Rede Amazonense de Ouvidorias Públicas – Rede Ouvir/AM, no Auditório Deputado Belarmino Lins. Conforme, autoria do Deputado Ricardo Nicolau (PSD). Com a presença do governador José Melo (PROS), do presidente da Aleam, deputado Josué Neto (PSD), da ouvidora-geral do Estado, Zanele Rocha, do ovidor-geral de Minas Gerais, Fábio Caldeira, do ouvidor do municipio de Manaus, Alessandro Cohen e demais autoridades. (Foto Alberto Cesar Araújo/Aleam)
Manaus, AM 16/11/2015 - Lançamento da Rede Amazonense de Ouvidorias Públicas – Rede Ouvir/AM, no Auditório Deputado Belarmino Lins. Conforme, autoria do Deputado Ricardo Nicolau (PSD). Com a presença do governador José Melo (PROS), do presidente da Aleam, deputado Josué Neto (PSD), da ouvidora-geral do Estado, Zanele Rocha, do ovidor-geral de Minas Gerais, Fábio Caldeira, do ouvidor do municipio de Manaus, Alessandro Cohen e demais autoridades. (Foto Alberto Cesar Araújo/Aleam)

A população do Amazonas ganhou uma nova ferramenta de contato com dezenas de órgãos públicos das esferas municipais e estadual, com a inauguração da “Rede Ouvir”. Uma rede de ouvidorias integradas em um único sistema de atendimento, via internet. A partir desta segunda-feira (16) moradores de qualquer município do Estado com acesso à internet poderão registrar suas necessidades, demandas e fazer denúncias aos órgãos públicos do Estado e Município.

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto (PSD), o governador do Estado, José Melo (PROS), e representantes de cinco órgãos oficializaram a instalação da “Rede Ouvir”, que poderá ser acessada por meio do site da Ouvidoria-geral do Estado, inclusive pelo celular. No portal, clicando em “Manifestos”, o cidadão poderá escolher fazer: denúncia, elogio, solicitação de informação, reclamação, outras solicitações e sugestões, podendo adicionar fotos, vídeos e áudios ao seu manifesto. Os manifestos serão divididos por categorias de status, tipo e prazos, e encaminhados às devidas ouvidorias, de acordo com a demanda.

O sistema da “Rede Ouvir”, também fará notificações do andamento do manifesto através de e-mail, SMS, ou Whats App. No final de cada manifesto o cidadão passará por uma pesquisa de satisfação para avaliar o seu atendimento.

Para o presidente da Aleam, deputado Josué Neto, o novo canal de comunicação vai aproximar ainda mais os órgão públicos da população amazonense, agilizar os atendimentos, e diminuir a burocracia, inclusive com soluções práticas. O presidente ainda lembrou que a Ouvidoria já existia na época dos reis como forma de ouvir os anseios da população, e que veio se modernizando porque é indispensável. “Bem antes da Revolução Industrial já exista a Ouvidoria, e ainda é um serviço importante e moderno porque tem a principal função de ouvir as demandas da população, denúncias, reclamações, e saber onde o serviço público está funcionando e onde não está”, disse.

O governador José Melo disse que a “Rede Ouvir”, além de uma ferramenta de aproximação com o cidadão, é mais uma medida de desburocratização dos sistemas do Estado, e que a ferramenta ajudará no desenvolvimento da democracia no Amazonas. “A Rede Ouvir vai contribuir para o amadurecimento da democracia do nosso Estado na medida em que vai permitir que o povo possa interagir de forma mais rápida e facilitada com o nosso governo que está sempre aberto a sugestões. As críticas nós absorvemos e tentamos resolver na medida que elas sejam pertinentes”, disse.

O ouvidor da Aleam, deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), avaliou que a Rede Ouvir incentivará a população a ter papel mais ativo na reivindicação de seus direitos. “A partir de agora, as ouvidorias poderão ser acionadas pelo cidadão de forma mais rápida e, assim, o poder público poderá dar retorno o mais breve possível. A meta é dar voz à população, oxigenar as ouvidorias e ajudar a melhorar os serviços públicos em todo o Estado”, disse.

A Rede Ouvir-AM é uma iniciativa da Ouvidoria-Geral do Estado em conjunto com cinco órgãos: Aleam, Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), Ministério Público do Estado (MP-AM), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 11ª Região. Ao todo, cerca de 30 ouvidorias farão parte do projeto.

Participaram do evento o ouvidor da Aleam, deputado Ricardo Nicolau, a juíza Ana Maria Diógenes representando o TJAM, a ouvidora do MP-AM, Rita Augusta Dias, presidente do TRT, desembargadora, Maria das Graças Alecrim Marinho, ouvidor-geral do Município, Alessandro Cohen Melo, representando o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), o presidente da Ordem de Advogados do Brasil no Amazonas (OAB-AM), Alberto Simonetti Neto, e o chefe do Estado-Maior do Comando Militar da Amazônia, general Ubiratan Poty, além dos deputados Belarmino Lins (PMDB), Abdala Fraxe (PTN), Francisco Souza (PSC), Serafim Correa (PSB) e Dr. Gomes (PSD).

Útimas notícias