4 de outubro de 2019 13h05 - Atualizado em 4/10/2019 13h05

Prefeitura e justiça garantem eleição para novos conselheiros tutelares neste domingo

A decisão extinguiu o processo que pedia suspensão da votação
Beneficiários do Bolsa Universidade iniciam treinamento para atuar na eleição à Conselho Tutelar - Divulgação/Semcom
Beneficiários do Bolsa Universidade iniciam treinamento para atuar na eleição à Conselho Tutelar - Divulgação/Semcom

A eleição para novos conselheiros tutelares está mantida para este domingo (6), conforme o pedido da Prefeitura de Manaus que foi acatado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (Tjam) na manhã desta sexta-feira (4). A decisão desembargadora plantonista, Joana dos Santos Meirelles, extinguiu o processo que pedia suspensão da votação.

A Eleição do Conselho Tutelar para o quadriênio 2020-2023, ocorrerá das 8h às 17h, com 495 urnas eletrônicas distribuídas em 145 escolas na área urbana e rural da capital. O pleito é organizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), órgão vinculado à Secretaria Municipal da Mulher, assistência Social e Cidadania (Semasc), com a parceria do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) e do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM), que participaram de todas as etapas.

A eleição vai envolver mais de 3 mil trabalhadores, entre servidores e bolsistas de todos os órgãos municipais, além dos representantes dos órgãos parceiros. A secretária da Semasc, Conceição Sampaio, afirmou que por determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, realizaram todas as tratativas necessárias para que esse processo eleitoral transcorra com lisura e transparência, pois a população estará elegendo os representantes que garantirão direitos das nossas crianças e adolescentes.

Ao todo, 126 escolas da zona urbana e 19 da zona rural começam a receber as urnas eletrônicas nesta sexta-feira, em horário de intervalo entre os turnos para não interferir nas aulas, que seguem funcionamento normal na segunda-feira (7).

Limpeza, transporte e segurança

Após o término do pleito, os locais de votação passarão pelo processo de limpeza pela Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp).

O transporte público coletivo não será gratuito, já que o voto não é obrigatório e os locais de votação estão distribuídos dentro de cada comunidade, facilitando o acesso dos moradores.

A eleição também contará com o apoio de 252 policiais militares e 141 guardas municipais, que farão a segurança das urnas eletrônicas, locais de votação e dos eleitores.

 

Apuração

Uma estrutura está sendo montada para o momento da apuração com o apoio técnico dos profissionais da Tecnologia da Informação (TI) das secretarias municipais de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef), Semasc e outros órgãos, além de auditores do MPE-AM e TRE-AM que fiscalizarão a inserção de dados do Boletim de Urna (BU) no sistema de apuração.

Uma plataforma foi desenvolvida para que a população acompanhe o resultado do pleito pelo site. Com o endereço eletrônico, a população também pode consultar a lista de candidatos aptos a concorrer às vagas por zona eleitoral e os locais de votação.

Útimas notícias