8 de fevereiro de 2020 15h44 - Atualizado em 8/02/2020 15h44

Polícia tailandesa controla centro comercial onde se escondeu atirador

Dezenas de clientes aterrorizados foram retirados do centro comercial
2020-02-08t170400z_1_lwd0017k8xtmv_rtrwnev_e_6103-thailand-shooting-suspect-stills-more

A polícia tailandesa disse que controla o centro comercial no nordeste da Tailândia onde se escondeu o atirador que matou pelo menos 20 pessoas e feriu 31, de acordo com o último balanço das autoridades.

Dezenas de clientes aterrorizados foram retirados do centro comercial e, segundo o ministro da Saúde, Anutin Charnvirakul, não existem mais corpos no interior do edifício.

Charnvirakul disse que pelo menos 20 pessoas foram mortas e 31 ficaram feridas pelo atirador. A polícia descreveu como um soldado zangado devido a uma disputa de terras. No balanço anterior, do Ministério da Defesa informou que 20 pessoas morreram e 14 ficaram feridos.

O ministro da Saúde não informou se o atirador foi encontrado.

O suspeito foi identificado como Jakrapanth Thomma e o tiroteio ocorreu inicialmente numa base militar nas imediações da cidade de Nakhon Ratchasima, no nordeste da Tailândia, e depois num centro comercial na cidade.

De acordo com a agência noticiosa norte-americana Associated Press, a polícia acionada por telefone disse que o soldado matou inicialmente outro soldado, uma mulher e feriu uma terceira pessoa, aparentemente devido a uma disputa de terras.

Polícias da cidade, que não quiseram ser identificados, disseram que o suspeito levou uma arma da sua base e conduziu em direção ao centro comercial, disparando pelo caminho, referiu a AP.

Vários tailandeses disseram que o atirador utilizou um veículo militar.

Útimas notícias