15 de novembro de 2019 07h31 - Atualizado em 15/11/2019 07h31

Polícia Civil prende homem por abusar sexualmente da enteada de 12 anos

O crime começou a ser praticado quando a criança tinha seis anos, hoje a vítima tem 12 anos
WhatsApp Image 2019-11-14 at 17.07.10

Policiais civis da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) cumpriram, na quarta-feira (13), o mandado de prisão preventiva em nome de um mecânico de 48 anos, denunciado por estuprar a própria enteada. O crime começou a ser praticado quando a criança tinha seis anos, hoje a vítima tem 12 anos.

De acordo com a titular da Depca, delegada Joyce Coelho, quando os abusos iniciaram, a menina relatou o ocorrido à mãe, que não acreditou na criança. “No decorrer da apuração, a criança acabou relatando que quando ela tinha seis anos de idade, que a mãe passou a conviver com o preso, os abusos iniciaram. Então a família achou por bem colocar a criança sob a responsabilidade da avó materna”, disse a delegada.

No entanto, em setembro de 2018, a mãe quis que a filha morasse novamente com ela. A vítima retornou para a casa da mãe, e os abusos voltaram a acontecer, de acordo com as investigações. A criança, então, contou para a avó sobre os abusos do padrasto e a denúncia foi formalizada. Exames foram solicitados, e os resultados indicaram que a vítima, de fato, vinha sofrendo abusos sexuais.

De acordo com a delegada, a ordem judicial em nome do infrator, expedida na última sexta-feira (8), pelo juiz Ian Andrezzo Dutra, da 1ª Vara Especializada em Crimes contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes, foi cumprida no bairro Colônia Terra Nova, zona norte da capital, mesmo local onde os abusos aconteciam.

A mãe da criança, que já está identificada, também será investigada pela possível omissão ao crime. O infrator de 48 anos foi indiciado por estupro de vulnerável.

Útimas notícias