18 de maio de 2020 13h56 - Atualizado em 18/05/2020 13h56

Pela 1ª vez Festival Amazonas Jazz será via internet

As Transmissões ao vivo do projeto ‘Jazz na Sala’ iniciam nesta segunda-feira

Com uma lista de participantes que vai de Leila Pinheiro, uma das maiores estrelas da música popular brasileira, ao prestigiado pianista porto-riquenho Edsel Gomez, que já foi indicado ao Grammy, o Festival Amazonas Jazz dá início, nesta segunda-feira (18), ao projeto “Jazz na Sala”. A programação artística e pedagógica terá transmissão ao vivo pela internet.

A iniciativa é uma realização da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). As sessões serão transmitidas por meio da sala de teleconferências, canais do YouTube e Facebook da UEA e a página do Facebook da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa.

Artistas e técnicos integrantes do festival, que teve sua data adiada em virtude da pandemia do novo coronavírus, participarão da programação abordando assuntos de interesse de toda a cadeia da economia criativa.

O “Jazz na Sala” ocorrerá de segunda a sexta-feira, entre os dias 18 e 22 de maio, e 25 e 29 de maio. Serão duas transmissões diárias ao vivo, sempre às 11h e às 16h (horários de Brasília).

Com 40 anos de carreira interpretando o cancioneiro brasileiro clássico, a cantora, compositora e pianista Leila Pinheiro fará uma live de gravação e conversa com público no dia 29 deste mês. Já o pianista Edsel Gomez, radicado em Nova Iorque e considerado um dos maiores nomes do jazz latino, ministrará uma masterclass com o tema “Piano Salsa”, no próximo dia 21.

Outro nome que se destaca no projeto é o saxofonista e compositor paulista Marcelo Coelho, referência no cenário da música instrumental de vanguarda, que realizará uma masterclass sobre rítmica, improvisação e saxofone. Também de São Paulo, o músico Daniel D’Alcântara, um dos grandes nomes do trompete brasileiro na atualidade, ministrará a masterclass “Trompete Improvisação”.

O “Jazz na Sala” ainda terá a participação do baterista e compositor brasileiro radicado em Nova Iorque Mauricio Zottarelli, com um bate-papo sobre bateria; do guitarrista, compositor e arranjador capixaba Bruno Mangueira, que fará uma masterclass sobre guitarra; do percussionista paulista Vinícius Barros, que realizará um workshop sobre percussão; e dos músicos e pesquisadores amazonenses, Karine Aguiar e Ygor Saunier, além do diretor artístico do Festival Amazonas Jazz, o regente Rui Carvalho, que integrarão uma roda de conversa sobre Ecomusicologia e Etnomusicologia, com foco na Amazônia.

A partir das 15h desta segunda-feira, as “Perspectivas da Dança Contemporânea” serão abordadas em um bate-papo com o bailarino e coreógrafo paulista Rui Moreira, considerado um dos nomes mais representativos da dança contemporânea no Brasil; e o diretor artístico do Corpo de Dança do Amazonas (CDA), bailarino e coreógrafo, Mário Nascimento.

Útimas notícias