6 de novembro de 2018 13h45 - Atualizado em 6/11/2018 13h45

Operação Mucuim prende líder do tráfico e outros quatro integrantes em Canutama

O grupo é suspeito de liderar o tráfico de drogas no município
WhatsApp Image 2018-11-06 at 15.40.27

Em Canutama, a polícia prendeu o homem considerado o principal narcotraficante do município junto com outros quatro infratores. A operação para desarticular o bando começou no domingo (4). O grupo estava em uma embarcação, chegando ao porto do município (distante 639 quilômetros de Manaus), quando foram surpreendidos pelos policiais da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM).

De acordo com o tenente Magnum Sullivan, comandante da 4ª CIPM, a prisão de Imisonio Pereira de Oliveira, vulgo ‘Choca’, de 27 anos, ocorreu após uma série de denúncias da população e investigações da equipe da 62ª Delegacia Interativa de Polícia Civil (DIP) de Canutama. “Nós já sabíamos que ele tinha como prática ir para a zona rural, onde conseguia as drogas para distribuir na zona urbana do município e mesmo em outras localidades rurais”, afirmou o tenente.

Os policiais ficaram em alerta durante a noite de domingo e madrugada de segunda-feira, no Rio Mucuim, utilizado pelo grupo de ‘Choca’ para a logística do tráfico de entorpecentes. O narcotraficante só foi localizado por volta das 17h de segunda-feira, já na orla de Canutama. “Assim que soubemos dessa informação, fomos ao local e conseguimos prender o grupo em flagrante”, disse o comandante da 4ª CIPM.

Além de ‘Choca’, que já tem passagem pela polícia, em Lábrea, por tráfico e contrabando foram presos Orly da Silva Tueste, 18, Raimundo Antonio Costa de Andrade, 26, vulgo ‘Neném’, Edvan Bonfim Martins, 23, vulgo ‘Boia’, 23, e Elias Braga de Andrade, 34. Contra ‘Choca’ também havia um mandado de busca e apreensão na casa dele autorizado pela juíza da Comarca de Canutama. O bando vai responder inquérito por tráfico de entorpecentes, associação para o tráfico, posse ou porte de arma de fogo de uso permitido e crime ambiental.

Com o grupo, os policiais apreenderam 104,50 g de entorpecente supostamente maconha, 258,9 g de maconha tipo skunk e 137,5 g supostamente pedra de oxi. Também foram apreendidos uma balança de precisão, material utilizado para embalo de entorpecentes, duas espingardas calibre 20, sete cartuchos calibre 20 intactos e três cartuchos calibre 20 deflagrados.

Além disso, o bando também estava com sete peças de madeira tipo Louro Amarelo, 28 peças tipo Tento; 87 peças tipo Angelim, todas extraídas ilegalmente da reserva ambiental Balata Tufarí.

Útimas notícias

aniversario