16 de setembro de 2020 10h44 - Atualizado em 16/09/2020 12h04

Número de profissionais da Educação testados chega a 6,6 mil, em Manaus

Testagem segue acontecendo no Centro de Convenções Prof. Gilberto Mestrinho – Sambódromo

Até a última sexta-feira (11), a Secretaria de Estado de Educação e Desporto e a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) testaram 6.626 profissionais da rede pública estadual de ensino que atuam no Ensino Médio, em Manaus. Deste número, 1.976 apresentavam detecção de anticorpos (30% de positividade).

Destes positivos, 1.616 apresentaram IgG, o anticorpo de fase tardia da doença, que aparece depois de pelo menos 15 dias de infecção, período no qual não ocorre mais transmissão. Já os demais 361 servidores da Educação apresentaram IgM, o anticorpo de fase aguda, que demonstra uma infecção recente, entre pelo menos oito e 60 dias. Todos os casos que apresentam anticorpos, independentemente do tipo, estão sendo dispensados das atividades escolares por 14 dias.

Ainda de acordo com relatório da FVS-AM, que engloba o período de 18 de agosto a 11 de setembro, os números indicam que, dos casos notificados com IgG positivo, a provável infecção do vírus se deu por meio de transmissão comunitária, no período de recesso escolar.

Vigilância

Para acompanhar os casos do novo coronavírus na rede pública estadual, a FVS-AM implantou o “Sistema de Vigilância Ativa nas Escolas”, que faz uma busca, em tempo real, dos casos suspeitos ou confirmados de síndromes respiratórias, incluindo a Covid-19, na comunidade escolar.

A vigilância é realizada por meio do monitoramento de notificações de casos de síndrome gripal identificados nas escolas, no aplicativo Sasi, desde o retorno das aulas presenciais, no último dia 10 de agosto.

Útimas notícias