3 de janeiro de 2019 11h20 - Atualizado em 3/01/2019 11h20

MP pede pena de morte para suspeitos de assassinar Khashoggi

Morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi ocorreu há três meses na Turquia
Dissidente saudita Jamal Khashoggi fala em evento em Londres
 29/9/2018 - Handout via REUTERS/direitos reservados
Dissidente saudita Jamal Khashoggi fala em evento em Londres 29/9/2018 - Handout via REUTERS/direitos reservados

O Tribunal de Sanções de Riad, da Arábia Saudita, iniciou nesta quinta-feira (3) o julgamento de 11 suspeitos de envolvimento no assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi, há três meses na Turquia. A Procuradoria recomendou a pena de morte para cinco dos acusados. Khashoggi era colaborador do jornal norte-americano Washington Post e crítico do governo saudita.

A suspeita é que Khashoggi foi morto no Consulado da Arábia Saudita, em Istambul, na Turquia. O Ministério Público recomendou a pena de morte, que é a condenação máxima no país.

Durante a audiência inicial do caso, os réus solicitaram uma cópia da acusação e tempo adicional para responder. O pedido dos réus foi aceito.

O Ministério Público da Arábia Saudita solicitou informações ao Ministério Público da Turquia. De acordo com a agência estatal saudita de notícias, SPA, as informações não foram enviadas até o momento.

*Com informações da SPA, agência estatal de notícias da Arábia Saudita.

Da Agência Brasil

Útimas notícias