16 de setembro de 2017 10h17 - Atualizado em 16/09/2017 10h17

Manaus ganha um novo centro de atendimento às pessoas em situação de rua

O novo espaço atenderá com maior qualidade os usuários. A estrutura tem uma área de 347,66 metros quadrados
15-09-2017 - Manaus ganha um novo centro de atendimento às pessoas em situação de rua. Alex Pazuello Semcom

Mais amplo, moderno e construído em terreno próprio do Município, um novo Centro de Referência para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP) foi inaugurado no bairro de Petrópolis, zona Sul da cidade. A obra foi construída por meio de um convênio entre o Governo Federal, via Caixa Econômica e o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) com a Prefeitura de Manaus.

De acordo com o prefeito, os moradores de rua não podem ser obrigados a deixar condição, constitucionalmente eles possuem o direito de escolha. Acompanhado da primeira-dama, Elisabeth Valeiko, e do secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Bisneto, o prefeito disse, ainda, que além de um atendimento melhor que o oferecido no antigo espaço alugado, localizado no Centro, o novo prédio próprio vai gerar também economia para os cofres públicos.

Essa é uma prioridade em todas as secretarias, buscar sempre sair do aluguel e oferecer um atendimento mais adequado às pessoas que nos procuram”.

O primeiro Centro POP em Manaus foi criado pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) em abril de 2011. Com a proposta de servir como referência e contrarreferência às pessoas em situação de rua quer sejam jovens, adultos, idosos e/ou grupos familiares que utilizam as ruas como espaço de moradia e/ou sobrevivência. O secretário da Semmasdh, Elias Emanuel, explicou que geralmente as pessoas em situação de rua são do sexo masculino, com idade entre 20 e 40 anos.

No primeiro semestre deste ano, foram atendidos 297 usuários no Centro POP, haja vista que 206 continuam em atendimento diário, fazendo refeições, higienização e guarda volumes”.

O novo espaço atenderá com maior qualidade os usuários. A estrutura tem uma área de 347,66 metros quadrados edificada em alvenaria, dividida em salas de atendimento psicossocial, higienização e multiuso, refeitório, lavanderia, cozinha, recepção, guarda pertences, além de banheiros e rampas com acessibilidade para pessoas com deficiência.

O uso de substâncias como álcool e drogas e a desestrutura familiar são os principais fatores que levam as pessoas a ficarem em situação de rua. O trabalho do Centro POP consiste na análise das demandas dos usuários, orientação individual e grupal, além de encaminhamentos para outros serviços socioassistenciais e das demais políticas públicas que possam contribuir na construção da autonomia, da inserção social e da proteção às situações de violência.

Útimas notícias