14 de janeiro de 2020 15h21 - Atualizado em 14/01/2020 15h21

Inscrições de apoio a blocos e bandas termina nesta quinta

O edital prevê o apoio com atrações musicais para até 120 propostas de eventos
Carnaval-2019

Termina nesta quinta-feira (16) o prazo para inscrições no edital de apoio a blocos e bandas do Carnaval 2020. Os interessados podem submeter suas propostas à Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa a fim de obter atrações musicais para eventos a serem realizados na capital e interior. O documento e os anexos estão disponíveis na aba “Editais” do Portal da Cultura.

O edital prevê o apoio com atrações musicais para até 120 propostas de eventos a serem realizados nos meses de fevereiro e março, e que contribuam para o desenvolvimento das atividades culturais e artísticas no Amazonas. O resultado preliminar está previsto para ser divulgado no dia 21 de janeiro.

As propostas, contendo toda a documentação disposta no edital, devem ser entregues – em envelope lacrado e identificado pelo nome do proponente e título da proposta/nome do evento, assim como a data do mesmo – no setor de protocolo da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (avenida Sete de Setembro, 1546, Centro, anexo ao Centro Cultural Palácio Rio Negro) até as 16h30 do dia 16 de janeiro.

Critérios de elegibilidade

Cada proponente poderá inscrever apenas um evento. Entre os critérios de elegibilidade estão a apresentação de documentação completa prevista no edital; comprovação de interesse público e participação popular; realização de, pelo menos, três edições anteriores do bloco ou banda; apresentação de propostas e ações de redução de impactos sociais e ambientais, bem como garantia de direitos, como campanhas de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis, de combate à violência contra crianças e adolescentes, ou de preservação ambiental.

Os eventos selecionados serão apoiados nas categorias: Pequeno Porte (até 1.000 pessoas), Médio Porte (entre 1.000 e 5.000 pessoas) e Grande Porte (acima de 5.000 pessoas).

As propostas serão analisadas por comissão técnica composta por três membros, sendo dois servidores da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e uma pessoa a ser definida pela Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural, responsável pela gestão financeira do apoio.

Útimas notícias