24 de novembro de 2020 16h31 - Atualizado em 24/11/2020 16h31

Hamilton supera Eduardo Ramos em gols nesta série C

Manaus e Remo se enfrentam nesta sábado pela 17ª rodada na Arena da Amazônia

No próximo sábado (28) o Manaus FC encara o Clube do Remo (PA) pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro Série C. Oduelo é mais um Amazonas x Pará. Em campo dois ídolos das torcidas do Gavião e Leão: de um lado Hamilton e do outro Eduardo Ramos. Juntos, acumulam mais de 70 gols pelos respectivos clubes.  

Em entrevista ao quadro de esportes “Sala 10”, aos 29 anos, Hamilton chega a marca de 39 gols com a camisa do Manaus em três temporadas. O Amazonense destaca que a sua boa fase não é de agora.

“Pra mim é uma honra saber desse carinho. A minha fase, ano passado também foi boa, a diferença que antes tinha torcida”, reparou o camisa 25. Hamilton admitiu que a torcida faz toda a diferença e ele diz que é a parte mais difícil na hora do gol. Não comemorar com a torcida.

Foto: Ismael Monteiro/Manaus

Foto: Ismael Monteiro/Manaus

“É um ano difícil para o futebol mundial.Sabemos que a torcida é muito importante para os clubes. Quando a gente faz gol,é complicador comemorar com um estádio vazio”, destacou.

Hamilton foi muito solicitado pela torcida para a série C e começou a atuar na 6ª rodada da competição. No auge da sua carreira profissional ele revela que seu maior sonho é conquistar mais títulos por onde passar.

O Ibra da Amazônia, como é conhecido pela torcida, acumula oito gols nesta série C e é artilheiro da competição.

Eduardo Ramos

Pelo lado do Clube do Remo o ídolo é Eduardo Ramos. São seis temporadas e  33 gols.  O jogador tem três gols na série C até aqui. Ele afirma que sabe do peso da camisa do Leão paraense e também frisa a falta da torcida.

“Eu me sinto feliz, lisonjeado em vestir a camiseta de muito peso, muita cobrança. Mas, sou grato a Deus por vestir a camiseta do remo. Eu acho que esse ano foi bem complicado e tem sido. Acho que a questão do torcedor fora da aquibancada prejudica muito a gente sabe que o nosso clube é movido com o nosso torcedor, o lado financeiro. Mas, mesmo assim nossa diretoria, o presidente vem fazendo um grande trabalho. Mas, sem dúvida pesa muito” afirmou.

Manaus e Remo é sábado, na Arena da Amazônia às 18h.

Útimas notícias