13 de março de 2019 13h24 - Atualizado em 13/03/2019 13h24

Governador Wilson Lima anuncia investimento de quase R$ 800 milhões em obras

São 117 obras em Manaus e 55 municípios, incluindo intervenções nos sistemas viários, urbanização e saneamento básico
WhatsApp Image 2019-03-13 at 14.07.56

O governador Wilson Lima anunciou, nesta quarta-feira (13), investimento de R$ 796.231.251,7 em infraestrutura com a manutenção, retomada ou início de obras na capital e interior. São 117 obras em Manaus e 55 municípios, incluindo intervenções para melhoria de sistemas viários, urbanização e saneamento básico. O anúncio foi feito durante visita ao canteiro de obras do Parque Castelhana, no Centro, zona sul de Manaus.

Nos últimos dois meses, analisamos e fizemos um levantamento daquelas obras iniciadas nos governos anteriores e que ficaram pelo caminho. Agora, a gente começa a retomar aquelas que temos condições de concluir. Outras a gente começa a repactuar os contratos, renegociar”, afirmou o governador. Ele informou, ainda, que algumas das obras serão retomadas assim que as chuvas diminuírem, entre maio e agosto.

Dos quase R$ 800 milhões de investimentos em infraestrutura, mais de R$ 450 milhões são para 103 obras em 55 municípios do interior do estado, contemplando melhorias no sistema viário urbano, estradas, vicinais e estruturas de praças e quadras poliesportivas.

Em Manaus, o investimento é da ordem de R$ 282 milhões, correspondente a 12 obras. Do total, 10 são referentes às obras do Programa de Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), que somam aportes de R$ 215,7 milhões.

Durante visita a obras do Parque Castelhana, que estão 93% concluídas, Wilson Lima destacou a importância do parque para melhoria da qualidade de vida naquela região da cidade. A obra integra o Prosamim III.

Também na capital, o Governo do Amazonas vai iniciar as obras do Anel Viário Sul, que não avançou nem 1% desde que foi licitada, há mais de quatro anos. O Anel vai interligar a avenida Santos Dumont ao complexo José Henriques, no entroncamento com a avenida Torquato Tapajós, e facilitará o transporte de insumos do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes até as fábricas do Distrito Industrial e de produtos acabados do Distrito Industrial em direção ao aeroporto.

Outra obra que será retomada, após mais de quatro anos sem evolução, é a de urbanização e revitalização do Igarapé da Cachoeira Grande, localizado no bairro São Jorge, zona oeste de Manaus.

Recursos

Wilson Lima explicou que os recursos utilizados para realização das obras não comprometem a situação financeira do estado, pois estão sendo aplicados conforme a destinação para a qual foram adquiridos. Eles são provenientes de operações financeiras com o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Tesouro Nacional, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Prioridades

Os municípios de Apuí, Carauari, Jutaí, Nhamundá, Japurá e Novo Aripuanã estão em fase de avaliação de contratos para recebimento de investimentos. Wilson Lima destacou o compromisso com o interior do estado. Ele já reuniu com 23 prefeitos para discutir as demandas dos municípios.

Wilson Lima, que esteve ontem em Maués visitou uma das obras em fase final, o ProsaiMaués.

Obras em andamento do Prosamim

A nova gestão do Governo do Estado deu continuidade às obras que fazem parte do Programa de Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim III). Entre as obras está a nova avenida chamada Ligação Viária Luiz Antony (LLA), que já está com 70% de execução. A via tem 1,1km de extensão e vai ligar a zona oeste ao centro.

O projeto da LLA inclui a revitalização de um trecho de 465 metros que vai receber o fluxo da nova avenida na Luiz Antony, bairro de Aparecida, e ligar até a avenida Leonardo Malcher, centro. Essa obra inclui a recuperação total do viário, drenagem (superficial e profunda) e calçada.

A Nova Avenida de Manaus terá ciclovia, calçamento, orla, parques, academia ao ar livre e iluminação à LED. Mais de 300 famílias que viviam em palafitas na comunidade do Bariri foram beneficiadas. O novo Governo do Amazonas deu andamento às negociações para as desapropriações das cabeceiras que não haviam sido solucionadas anteriormente.

O Parque da Castelhana será mais uma opção de lazer para os moradores da zona oeste, com mais de 3 mil metros quadrados de área construída e espaço para práticas esportivas, área de convivência e ciclovia. As obras do parque estão com 93% executadas.

Útimas notícias