10 de outubro de 2019 09h53 - Atualizado em 10/10/2019 09h53

Fiscalização impede avanço de ocupação irregular em área verde e APP na Zona Norte

Ocupantes de outras seis construções são notificados por descumprir medidas
Foto – Divulgação/Semmas
Foto – Divulgação/Semmas

Duas armações de alvenaria desabitadas, construídas irregularmente em trechos da área verde e de área de preservação permanente (APP) do conjunto Renato Souza Pinto, na Cidade Nova, Zona Norte são demolidas nesta quarta-feira (9). A ação foi realizada por servidores da fiscalização ambiental da Prefeitura de Manaus, em parceria com o Grupo Integrado de Prevenção às Invasões em Áreas Públicas (Gipiap) do Estado.

As construções, utilizadas apenas para especulação imobiliária, são a extensão de uma invasão existente no local. O trabalho foi realizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), com o apoio do Batalhão de Policiamento Ambiental.

Além da demolição, os fiscais da Semmas notificaram ocupantes de outras seis construções irregulares existentes na área e aplicaram dois autos de infração por descumprimento de notificação de retirada no valor de 100 Unidades Fiscais do Município (UFMs), o equivalente a aproximadamente R$ 10,3 mil.

“Recebemos denúncia de moradores do conjunto e, em vistoria realizada nesta terça-feira (8) constatamos o aumento da área invadida com outras duas construções irregulares sem moradores”, afirmou o diretor de Fiscalização da Semmas, Enéas Gonçalves. A área invadida fica situada entre o conjunto Ribeiro Júnior e a avenida das Torres.

Útimas notícias