24 de fevereiro de 2021 09h52 - Atualizado em 24/02/2021 09h52

Em Parintins, MPAM dá prazo de 24 horas para explicações sobre pacientes amarrados

A promotoria reuniu com profissionais da área de saúde de Parintins, gestores do hospital e representantes da secretaria de saúde

A 2ª Promotoria de Justiça de Parintins começou a ouvir autoridades de saúde sobre um vídeo que, além de viralizar nas redes sociais, foi alvo de reportagem de veículos de notícia onde uma pessoa, não identificada, mostra pacientes intubados, pacientes de covid-19, internados no hospital Jofre Cohen, amarrados nas camas com atadaduras.

De acordo com a denúncia, os pacientes haviam sido amarrados pela falta de sedativos. Para apurar o caso, o promotor de Justiça Marcelo Barros registrou uma notícia de fato, procedimento que dá início às apurações do MP. A promotoria reuniu com profissionais da área de saúde de Parintins, gestores do hospital e representantes da secretaria de saúde.

O MP ouviu os profissionais, mas deu o prazo de 24 horas para que as informações sejam enviadas por escrito para que seja avaliada qual medida a ser tomada em seguida.

Útimas notícias