28 de novembro de 2015 09h50 - Atualizado em 28/11/2015 09h50

Diretor afastado suspeito de enviar fotos eróticas à aluna

O acusado foi afastado na sexta (27) e as aulas foram suspensas na escola
escola eterlvina (Copy)

O diretor da escola municipal Etelvina Pereira Braga, Manoel Anilton, localizada no conjunto Ouro Verde, bairro Coroado 3, Zona Leste, foi afastado, acusado de enviar fotos eróticas para uma aluna de 14 anos, estudante do 8º ano da instituição. Outras alunas denunciam a prática de assédio sexual cometida pelo educador. De acordo com a Polícia Civil, o caso ainda não foi registrado na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). Por conta da denúncia, as aulas na escola foram suspensas até segunda-feira (30).

O caso foi descoberto por uma conhecida da adolescente, que teve acesso as imagens no celular da garota. Ainda segundo a testemunha, o diretor tem o costume de assediar as alunas e ameaça-las, em relação ao desempenho escolar delas. A aluna que recebeu as fotos não foi encontrada pela equipe de reportagem.

Uma ex-aluna da escola, na qual o diretor trabalhava, atualmente com 19 anos, informou que foi transferida da unidade de ensino, depois de sua mãe denunciar a ação. “Quando estudei na escola, há 4 anos, ele ficava mandando beijos, chamando de gatinha. Ele dizia que no meu grupo de amizade só tinham meninas lindas. Um dia ele veio com graça e resolvi falar para minha família e piorou. O assédio aumentou. No dia de uma apresentação na escola, ele veio dizer que queria ver debaixo da saia, pois poderia ser deliciosa. Contei para minha família, meus familiares foram até a escola e ele me expulsou de lá. Mas ainda tive que ficar uma semana na escola até encontrar um colégio com vaga. Nesse período ele passou a chamar eu e duas amigas de fracassadas”, relembrou.

A testemunha disse, ainda, que as fotos vazaram após uma amiga da vítima criar um perfil falso no Facebook para divulgar as imagens. “Ela teve medo de denunciar à polícia. Uma outra pessoa criou uma conta falsa e publicou para mostrar o absurdo cometido pelo diretor. É bom que as outras alunas que foram vítimas dele denunciem”, ressaltou.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) informou que o diretor foi afastado e a educadora Maria Graciete Magno assumirá a direção interina da escola. A Semed comunica, ainda, que investigará a denúncia e, se for constatado que as fotos em questão foram enviadas pelo educador para alguma aluna, serão tomadas as medidas cabíveis.

Útimas notícias