10 de janeiro de 2017 11h57 - Atualizado em 10/01/2017 11h57

Região do Juruá entra em “Situação de Alerta” por conta da enchente

A região contempla sete municípios que estão em alerta
guajara2-copy

A Defesa Civil do Amazonas emitiu “Situação de Alerta”, nesta terça-feira (10), para os municípios localizados na calha do rio Juruá. As cidades estão em processo natural de enchente, mas a região ultrapassou a cota de alerta e apresenta um volume de chuvas acima da média para o período. A Situação de Alerta é estágio que antecede a Situação de Emergência, e foi emitido para os municípios de Guajará, Juruá, Eirunepé, Itamarati, Ipixuna, Envira, Cararuari.

Neste momento estamos orientando as prefeituras da calha do Juruá, quanto situação climatológica nessa região. As cidades devem ainda, apresentar o plano de contingência, que compreende o levantamento de pessoas que podem ser afetadas e possíveis danos, uma vez que o executivo municipal é o responsável pela primeira resposta ao desastre”, informou o secretário executivo do órgão, coronel Fernando Pires Junior.

Cotas

Em Guajará, cidade referência para os demais municípios da calha do Juruá, a cota de alerta é de 12m10. Hoje o nível do rio registrou 12m31, ultrapassando 21 centímetros. A maior enchente registrada neste município foi em 2013, atingindo a máxima de 13,52m. As previsões Meteorológicas para a região, conforme o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), apresentam chuvas acima do padrão climatológico para o período nesta calha.

De acordo com o Centro de Monitoramento e Alerta (Cemoa), da Defesa Civil do Estado, devido às características físicas do rio naquela região, que apresenta leito estreito, o aumento de chuvas, pode, ocasionalmente provocar enxurradas bruscas. O Cemoa informa ainda que, no ciclo natural de enchente no Estado, a região do Juruá é sempre a primeira afetada. As demais calhas seguem dentro da normalidade.

Útimas notícias