30 de setembro de 2020 09h54 - Atualizado em 30/09/2020 09h54

De Janeiro a agosto Prefeitura de Manaus retirou oito toneladas de lixo dos igarapés

Com a descida do rio Negro, a Prefeitura de Manaus tem intensificado a retirada de resíduos sólidos acumulados nas orlas

Com a descida do rio Negro, a Prefeitura de Manaus tem intensificado a retirada de resíduos sólidos acumulados nas orlas da capital amazonense. Mais de cem agentes da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) estão distribuídos em diferentes zonas da cidade. No balanço de janeiro a agosto deste ano, o serviço de retirada de lixo e capinagem das encostas coletou, aproximadamente, oito toneladas de lixo de igarapés, orlas e praias.

Para o subsecretário Operacional da Semulsp, José Rebouças, essa é uma modalidade essencial para a saúde da cidade, principalmente nesta época do ano. “A limpeza do rio e de igarapés é uma das prioridades do prefeito Arthur Virgílio Neto, que não mede esforços para mantermos esses locais limpos e protegermos esses recursos. Mas precisamos que a população nos ajude a manter esses locais limpos, evitando jogar lixo no chão e dispondo dos resíduos em locais adequados”, avaliou.

Os agentes de limpeza do município atuam na Manaus Moderna (zona Sul), orla do São Raimundo (zona Sul), orla da Glória (zona Oeste), porto de Manaus (zona Sul) e marina do Davi (zona Oeste). Toda a logística faz parte da modalidade da limpeza de igarapés que utilizam equipamentos específicos para coleta e remoção do lixo em lugares estratégicos. São balsas, botes, retroescavadeiras, rede de contenção, além do trabalho manual dos agentes, como pá e carrinho de mão.

Útimas notícias