15 de julho de 2017 11h23 - Atualizado em 15/07/2017 11h23

Berlim confirma morte de duas alemãs apunhaladas no Egito

Outras duas alemãs ficaram feridas, afirmou o Ministério das Relações Exteriores
Foto - Fabrizio Bensch/Reuters
Foto - Fabrizio Bensch/Reuters

O Ministério das Relações Exteriores da Alemanha confirmou neste sábado (15) a morte de duas alemãs no Egito que foram apunhaladas na sexta-feira (14) no balneário de Hurgada, na costa do Mar Vermelho, em um ataque aparentemente ocorrido contra turistas estrangeiros. Outras duas alemãs ficaram feridas, completou o ministério. Informação da agência EFE

O atacante acessou a praia privada do hotel onde ocorreram os fatos, nadando a partir de uma praia pública próxima, segundo fontes oficiais egípcias.

“Condenamos da maneira mais drástica este ataque covarde e vil, aparentemente dirigido contra turistas que queriam aproveitar alguns dias tranquilos à beira-mar”, disse um porta-voz do ministério alemão.

“Expressamos as nossas condolências aos familiares das vítimas e esperamos que as duas pessoas feridas se recuperem prontamente”, acrescentou.

As duas mulheres mortas, segundo um amigo citado pelo jornal “Frankfurter Allgemeine” na sua edição digital, moravam no balneário.

Inicialmente tinha houve uma confusão sobre a nacionalidade das vítimas. Enquanto algumas fontes as consideravam ucranianas, outras lhes atribuíam a nacionalidade correta.

Da Agência Brasil

Útimas notícias