13 de julho de 2020 10h36 - Atualizado em 13/07/2020 11h44

Após parada, obra da Ponte do Educandos retorna este mês de julho

De acordo com a Seminf, a obra da Ponte da Zona sul foi parada devido à pandemia e questões burocráticas

A ponte Antônio Plácido de Souza, que liga o bairro Educandos ao Centro, está com as obras paradas e deve retonar os trabalhos neste mês de julho. A região foi totalmente interditada para o tráfego de veículos em Janeiro deste ano.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) a paralisação da obra ocorre por dois motivos, um deles é à Pandemia do Novo Coronavírus e a outra está relacionada a questões burocráticas.

A Seminf assegura que os serviços foram suspensos, temporariamente, pela necessidade de alterar a concepção da elevação do tabuleiro do equipamento, fundamental para poder trabalhar o encontro com os apoios que serão implantados na ponte. Com isso se fez necessário um ajuste de custos.

O documento elaborado pela equipe técnica foi encaminhado à Procuradoria Geral do Município (PGM) para análise jurídica dos argumentos técnicos para poder firmar o aditivo e retomar a obra. A previsão é de que os trabalhos sejam retomados no mês de julho, após finalizados os trâmites jurídicos necessários.

Trânsito

Desde o início da obra, em Janeiro deste ano, condutor deve ficar atento aos desvios de itinerário na área. No sentido Centro/bairro, o tráfego será desviado a partir da avenida Lourenço da Silva Braga em direção à avenida Leopoldo Peres. A partir daí, o condutor poderá seguir pela avenida Presidente Kennedy ou outras vias do bairro de Educandos.

O desvio para quem segue no sentido bairro/Centro começa na avenida Leopoldo Peres que segue em direção à avenida Lourenço da Silva Braga. Ainda no sentido bairro/Centro, o acesso local será mantido para quem segue na Rua Inácio Guimarães. Agentes de trânsito do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) estarão no local para monitorar o tráfego durante a intervenção.

Obra Parcial

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), os serviços que já foram finalizados são na parte inferior da ponte, onde as equipes concluíram a recuperação dos pilares com limpeza de superfícies com jatos de alta pressão, lixamento manual nas paredes de concreto, revestimento nas partes internas das paredes e pintura de toda área que fica submersa durante a cheia. Agora, a obra avança para a reforma da estrutura total da ponte, na parte superior.

 

Útimas notícias