11 de abril de 2016 14h18 - Atualizado em 11/04/2016 14h53

Adiada pela segunda vez cobrança da nova tarifa de ônibus em Manaus

De acordo com a nova rodada de negociação, apenas o prefeito de Manaus poderá definir o valor
onibus (Copy)

A cobrança da nova tarifa de ônibus de Manaus foi adiada novamente após rodada de negociação nesta segunda-feira (11) entre representantes da Prefeitura de Manaus e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram). A aplicação do aumento da tarifa só será definida pelo prefeito da capital, Arthur neto que atualmente está em Brasília.

A decisão do aumento da tarifa será considerada em relação ao subsídio atualmente oferecido pela Prefeitura de Manaus às empresas. A Procuradoria Geral do Município (PGM) já analisa os fundamentos da decisão e as questões processuais incidentes para ingressar com recurso de agravo interno. Uma nova rodada de negociações deve acontecer ainda esta semana, conforme nota da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom).

Nova tarifa

A mudança do valor da passagem do transporte coletivo surgiu na última sexta-feira (8) após determinação do desembargador Ari Moutinho. Dez empresas do transporte coletivo de Manaus ingressaram com agravo de instrumento. O novo valor anunciado pela decisão era de 12,37%. Ou seja, o manauara ia passar de R$ 3 para R$ 3,55 no pagamento da passagem de ônibus do transporte coletivo.

O prefeito se encontra em Brasília (DF) para tratar da liberação de repasses federais para a capital amazonense.

Útimas notícias