3 de janeiro de 2017 12h06 - Atualizado em 3/01/2017 12h09

São Cristóvão e Osaco chegam para Superliga Feminina de Vôlei

Vindos de SP, os times aterrissam às 22h53 e 23h15, no aeroporto Eduardo Gomes
MANAUS - AM: 11/11/2016 - JOGO ENTRE O TIME DO SÃO CAETANO X PRAIA CLUBE (AZUL), VÁLIDO PELA 3ª RODADA DA SUPER LIGA DE VÔLEI, REALIZADO NA ARENA DA AMAZÔNIA. FOTO ANTONIO LIMA/SEJEL
MANAUS - AM: 11/11/2016 - JOGO ENTRE O TIME DO SÃO CAETANO X PRAIA CLUBE (AZUL), VÁLIDO PELA 3ª RODADA DA SUPER LIGA DE VÔLEI, REALIZADO NA ARENA DA AMAZÔNIA. FOTO ANTONIO LIMA/SEJEL

Para a disputa da Superliga Feminina de Vôlei que acontece neste sábado (7), às 20h, na Arena Amadeu Teixeira, as equipes São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) e Vôlei Nestlé (Osasco/SP) desembarcam nesta quinta-feira (5), no aeroporto internacional Eduardo Gomes, Zona Oeste, para se adaptar ao clima da capital amazonense.

Os times, vindos de São Paulo, chegam às 22h53 e 23h15, sendo o primeiro a equipe do ABC paulista e por último as meninas do Osasco. Nos próximos dias, é previsto treino no ginásio que vai receber o evento. A competição tem apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

“Faltam poucos dias para a Superliga e a Arena Amadeu Teixeira já começou a ser preparada para receber esta competição, considerada a mais importante do calendário nacional. O tapete, as espumas, a rede, toda a estrutura está sendo montada por profissionais e teremos um grande jogo, que tenho certeza que a população irá gostar. Aproveito para convidar os apaixonados por vôlei a comparecer e é interessante que as pessoas possam adquirir o quanto antes os ingressos para garantir comodidade”, disse o titular da Sejel, Fabrício Lima, ao informar que mais de mil bilhetes já foram comprados pela população.

O Vôlei Nestlé encerrou 2016 em segundo lugar na classificação geral, com 24 pontos (oito vitórias e duas derrotas), e o último jogo das meninas foi no dia 22 de dezembro, quando venceram o Genter Vôlei Bauru. Já o São Caetano se despediu do ano com derrota e ela veio após a equipe enfrentar o Terracap/BRB/Brasília Vôlei, quando perdeu por 3 sets a 2, pela décima rodada do turno. O resultado colocou o time do ABC Paulista na nona colocação da tabela, com nove pontos (três resultados positivos e oito negativos). Esta vai ser a primeira disputa de ambas as equipes pela temporada 2017.

Fãs ansiosos

Com a aproximação da partida, a ansiedade dos fãs também aumenta. Prova disso, é Maria Luísa Eduard, que conta as horas para poder ver de perto Dani Lins, levantadora do Nestlé. Conforme a jovem de 17 anos, a paixão pela jogadora foi despertada quando Luísa tinha aproximadamente 12 anos, mesma época em que a amazonense também iniciou no vôlei.

“Depois que comecei no esporte comecei a prestar atenção nas jogadoras e a Dani Lins foi amor à primeira vista. Ela é ótima, uma profissional incrível e que para mim é uma inspiração. Desde do primeiro dia que fiquei sabendo que ela estaria em Manaus, falei com a minha que eu não poderia perder essa chance de chegar perto dela. Vou tentar de tudo, ir no treino, no jogo, quero ter alguma recordação”, destacou Luísa, que também é levantadora e acredita que jogos da Superliga em Manaus vão bem além do espetáculo em quadra.

“É lindo poder assistir um jogo deste em Manaus, é uma oportunidade única, e para mim um evento deste traz a oportunidade da gente aprender olhando, de avaliar e tirar um pouquinho do que é visto para a nossa realidade. É maravilhoso”, disse a jovem, que vai levar a sério a missão de conseguir um autógrafo de Dani Lins.

“Eu até já separei a blusa do meu uniforme dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) para pegar o autógrafo, vou tentar a todo custo e com a minha mãe me apoiando”, comentou a pupila do professor Alexandre Chaves, que junto com a equipe do La Salle venceu o Jogos Escolares do Amazonas em 2016.

Paulo Victor Gomes, 20, acompanha a Superliga desde 2009, mesmo ano que também surgiu a admiração pelo seu time de coração, o Nestlé (Osasco). Neste meio tempo, o clube vem servindo de inspiração para os treinos do jovem, que faz parte da equipe Sesc Manaus. Assim que ficou sabendo do jogo na Cidade, foi só alegria e correu atrás para garantir o passe para a partida.

“Eu levo o Osasco como inspiração, elas formam uma equipe muito boa e com certeza é um dos times favoritos para essa temporada de 2017. Creio que com toda essa reformulação do time em que colocaram jogadoras mais novas com jogadoras mais experientes, só fortaleceu a equipe e fico feliz pela permanência da Camila Brait, que é a minha atleta favorita e que com certeza irei tirar muitas fotos. Pelo menos, vou tentar muito (risos)”, disse Paulo.

Ingressos – Ponto Físico e Site

Os ingressos para a Superliga estão sendo vendidos na bilheteria da Arena Amadeu Teixeira (Flores), das 9h às 18h nos dias de semana e, no sábado, na hora da partida, o local também estará aberto. Os tickets para o jogo tem valor único de R$30 (arquibancada superior), R$50 (arquibancada inferior), R$100 (área vip).  Os valores correspondem para os já beneficiários de meia-entrada (idosos, terceira idade, estudantes, PCDs) e o público em geral mediante a 1 kg de alimento não perecível. Aqueles que na hora da compra não apresentarem o alimento pagam inteira

O público ainda tem a opção de realizar a compra dos ingressos também pelo site. Os bilhetes poderão ser adquiridos no dinheiro ou cartão de crédito.

Ingressos/ Valores

Arquibancadas Superior

Preço único de R$30

Arquibancada Inferior

Preço único de R$50

Entradas VIP (cadeira)

Valor: R$100

Útimas notícias